30/10/2017
A Mão Protetora

O apóstolo Paulo escreveu em sua segunda carta aos cristãos em Tessalônica: “Mas fiel é o Senhor, que vos confirmará, e guardará do maligno”. Se o inimigo não consegue fazer com que descreiamos, então ele frequentemente ataca nossos corpos físicos. Muitos de nós já dissemos: “Eu não estaria aqui hoje se não fosse pela mão protetora de Deus”, e podemos fazer menção de uma ocasião em específico onde a inegável mão de Deus nos protegeu. Esse irmão compartilha seu testemunho de uma dessas ocasiões. Ele teria perdido as pernas, e possivelmente a vida, se não fosse pelo Senhor ter levantado um caminhão com segurança enquanto passava sobre seu corpo. 

Saudações à Noiva do Senhor Jesus Cristo!

Sempre gostei de praticar esportes, especialmente ciclismo. Já caí várias vezes, mas saí ileso para Sua glória.

Quero compartilhar experiências significativas em minha vida, e espero que minhas palavras ajudem à Noiva de Cristo.

Moro na Colômbia onde o ciclismo é praticado nas estradas de mão única das montanhas. A descida é perigosa por causa das altas velocidades nessas estradas onde venta muito.

Em julho deste ano, eu estava indo rápido em uma curva acentuada. Era um dia chuvoso e percebi que um caminhão de 4.5 toneladas estava na minha frente. Tentei parar a bicicleta, mas era tarde demais, e eu escorreguei.

Pensei que fosse meu último dia na terra. O Senhor permitiu que o motorista fizesse a curva, mas os pneus traseiros passaram sobre as minhas pernas. Quando isso aconteceu, ouvi como se o caminhão tivesse atingido uma pedra. O caminhão saltou, e como eu sabia que iria me machucar, clamei o Nome do Senhor. Eu estava certo de que meus ossos iriam ser fraturados e que ficaria aleijado. Havia muito sangue no local enquanto esperava pela ambulância, que chegou uma hora e meia depois.

Comecei a entrar em hipotermia porque fazia muito frio no local, mas antes que a ambulância chegasse, senti a necessidade de esticar minha perna por causa da dor. Assim o fiz, senti algo, e a perna fez um som como se o osso se endireitasse lá dentro. (Creio que isso foi a mão de Deus)

Quando cheguei ao hospital, os médicos não acreditaram no que aconteceu, e disseram que foi um milagre porque um carro pequeno já causaria mais danos. Um caminhão daquele tamanho deveria ter causado danos severos.

Tudo o que tiveram que fazer foi reparar uma veia, e agora, só sinto dor nas pernas de vez em quando porque nosso Senhor as curou.

Tenho o nome do meu Deus em meus pneus e em meu coração. Que Seu Nome seja exaltado. Agradeço às orações dos santos, e quero continuar compartilhando essas experiências para incentivá-los quanto à Sua mão protetora.

Esta Mensagem mudou minha vida, e o Senhor esteve comigo em cada situação difícil desde que O aceitei.

Irmão Pablo Peña

Colômbia

Envie para um Amigo

Enviar