08/09/2017
Desespero

Na angústia invoquei ao Senhor, e clamei ao meu Deus; desde o seu templo ouviu a minha voz, aos seus ouvidos chegou o meu clamor perante a sua face.

Salmos 18:6

O que poderia deixar uma mãe mais desesperada do que ver seu filho escapando de suas mãos sem poder fazer nada? Nessa situação desesperadora, esta irmã clamou ao Único que não pode falhar.

Gostaria de testificar de um milagre que Deus misericordiosamente realizou em nossa pequena família, especialmente pelo meu filho Hudson, no final da semana passada.

Foi na noite de sexta-feira, quando recebemos meus pais e um casal de amigos para o jantar. Foi uma maravilhosa noite de companheirismo.

Já próximo ao final, dei às crianças um pirulito para se divertirem. Pouco tempo depois, ouvi meu filho fazer um barulho parecido com o som de tosse, e minha mãe que estava mais perto dele levantou da cadeira e correu para ver se ele estava bem. Então ela me disse que ele estava sufocando. Corri até ele, peguei-o e coloquei-o de cabeça para baixo em meus braços e comecei a fazer a manobra de bater em suas costas para ajudá-lo a jogar fora o pirulito, mas não saía.

Gritei chamando meu marido e disse que o Hudson estava sufocando. Ele entrou correndo, o pegou dos meus braços e novamente o colocou de cabeça para baixo para fazer as manobras de primeiros socorros.

A outra irmã que nos visitava pediu ao seu marido para ligar para a emergência. Até esse momento o pirulito ainda não estava aparecendo, então começamos a entrar em pânico. Não tinha nada mais assustador do que ver meu filho lutando para respirar e ver seu rostinho olhando para mim com um olhar de “por favor, ajude-me” estampado no rosto.

Eu e minha mãe estávamos de joelhos e olhando para cima para que quando o pirulito começasse a aparecer, pudéssemos tirá-lo rapidamente. Ele estava ficando mole, branco como uma folha de papel e espumando pelo nariz e pela boca. Senti-me impotente. Era horrível sentir que meu filho estava tão assustado, confuso, se debatendo, e eu não podia ajudar.

O engasgo já durava um pouco mais de 5 minutos e parecia uma eternidade! Não havia nada que eu pudesse fazer, a não ser clamar ao Senhor para nos ajudar e salvar nosso filho. Coloquei as mãos sobre ele e clamei a Deus para que tomasse o controle.

Mais ou menos 30 a 60 segundos depois, o palitinho branco do pirulito apareceu na boca dele e conseguimos retirá-lo. A ambulância chegou poucos minutos depois que o pirulito tinha saído e os paramédicos o levaram para a ambulância para checar os sinais vitais, etc.

Eles disseram que por causa dos arranhões causados pela haste do pirulito, sua garganta poderia inchar dentro de algumas horas.

Estávamos aliviados porque o pirulito tinha saído, mas por segurança o levamos ao hospital para ficar em observação.

No domingo eu e minha família ouvimos a mensagem “Ele Cuida. E Você?” 63-0721. A mensagem se encaixou perfeitamente com a situação porque foi um lembrete de que Ele verdadeiramente cuida de nós e está sempre nos guardando.

E veja, Ele se importa tanto que, quando Ele sabia que deveria partir para que pudesse nos trazer essa grande coisa, Ele disse: “Não vos deixarei desconsolados, mas enviarei o Espírito Santo, e Ele continuará Meu cuidado por vós,” até Ele retornar. Não há ninguém que cuide como Jesus.

63-0721 Ele Cuida. E Você?

Estamos muito agradecidos por este pequeno milagre que Ele realizou por nosso pequeno Hudson naquele dia. Como o irmão Branham nos diz, Ele é SEMPRE pontual. Louvado seja Deus mais uma vez!

Irmã Ashley

Canadá

Fotos

CLIQUE NA IMAGEM PARA AMPLIAR

Envie para um Amigo

Enviar